Inteligência emocional é tema de treinamento na sede da Paraibuna em Sapucaia

11/07/22

Inteligência emocional é tema de treinamento na sede da Paraibuna em Sapucaia

Colaboradores da empresa tiveram instruções sobre competências importantes para o dia a dia de trabalho

A inteligência emocional é uma das soft skills, ou habilidades comportamentais, mais requisitadas pelas empresas. Tendo em vista a importância dessa capacidade, os colaboradores da Paraibuna Embalagens em Sapucaia passaram, na última semana, por treinamento sobre o tema. A atividade teve a participação da mentora de carreira e consultora de RH Luana Lourençon, que trabalhou competências importantes para o cotidiano de trabalho do time da Paraibuna.

Entre os temas abordados no treinamento estiveram inteligência emocional, processo de comunicação e comunicação não-violenta. Os assuntos estão no escopo das soft skills mais visadas na atualidade, lista que inclui a gestão do tempo, solução de problemas e o trabalho em equipe. Essas características facilitam a convivência no ambiente de trabalho e tornam uma equipe mais propensa a obter os resultados visados.

Com a conversa, a ideia da instrutora Luana Lourençon foi tornar a equipe mais resiliente aos problemas que aparecem no dia a dia. “Eventualmente, existem situações que temos que aprender a não levar para o lado pessoal. É ter mais o foco na solução do que no problema. Foi nessa linha que trabalhamos, abordando as cinco habilidades da inteligência emocional”, explica a mentora, citando os pilares: autoconhecimento, autocontrole, motivação, empatia e relacionamentos interpessoais.

Durante o treinamento, foram passados os conceitos associados à inteligência emocional e também situações práticas que podem ser vividas pelo time. Luana estimulou os colaboradores a se colocarem como protagonistas no ambiente de trabalho. “Nós temos um contexto empresarial em que as equipes são muito desafiadas e a competitividade é muito grande. Quanto mais preparados os profissionais estiverem no aspecto comportamental, melhor serão os desempenhos deles. Quem tiver uma inteligência emocional mais desenvolvida, naturalmente, também terá mais chance de se desenvolver dentro da empresa”, avalia.

Conforme a mentora, os participantes do treinamento se envolveram com o bate-papo e mostraram interesse em desenvolver as habilidades emocionais. “Os colaboradores foram muito participativos e tiraram dúvidas. Nós levamos o conteúdo para cada um e todos refletiram sobre a própria visão em relação às competências comportamentais. Foi uma experiência muito rica”, comemora.

O gerente comercial de ondulados da Paraibuna Embalagens, Luiz Augusto Figueiredo, lembra que o treinamento visa a manutenção na excelência do atendimento aos clientes. “O bate-papo superou as expectativas e agregou muito conteúdo sobre automotivação, gestão do trabalho e relacionamentos”, avalia o gerente. “Todos os colaboradores refletiram sobre como ter um melhor entendimento entre si e ter relações melhores com os colegas. Foi excelente o conteúdo e todos nós saímos do treinamento com uma conexão mais autêntica e tendo empatia perante aos problemas dos outros”.

Desenvolvimento constante

Os colaboradores que participaram do treinamento aprovaram o diálogo com a mentora. Foi o caso da assistente administrativa do setor comercial Karen Oliveira, que elogiou a iniciativa da Paraibuna. “Foi um treinamento muito produtivo. A metodologia da Luana é muito boa. Ela não só tratou o tema, como abordou o conceito de inteligência emocional, que é muito importante”, avalia. “No dia a dia, nós lidamos com diferentes personalidades e o setor comercial depende muito do nosso emocional. Então, temos que trabalhar as habilidades comportamentais diariamente”, diz Karen.

A integrante do setor de logística Amanda Oliveira lembra que as habilidades trabalhadas no treinamento são, também, importantes fora da empresa. “Foi uma experiência ótima, adquiri conhecimentos que levarei não só para a vida profissional como para a pessoal também. Que a empresa continue capacitando os profissionais para que a gente evolua cada vez mais”.

 

Notícias Relacionadas