Em meio ao inverno, Paraibuna aquece população de rua com ação social em JF

05/07/22

Em meio ao inverno, Paraibuna aquece população de rua com ação social em JF

Empresa distribui bolo e chocolate quente a pessoas em situação de rua, trabalhadores da limpeza e catadores na região central

A fria noite de segunda-feira (4) foi um pouco menos severa para pessoas em situação de rua, trabalhadores da limpeza e catadores que atuam no centro de Juiz de Fora. Isso porque jovens aprendizes e outros membros do time da unidade juiz-forana da Paraibuna Embalagens estiveram nas ruas centrais para distribuir chocolate quente e bolo, em ação que teve o apoio do projeto Anjos da Rua. A iniciativa, promovida pelo projeto social da Paraibuna Embalagens, o EmbalandO Bem, levou em consideração a chegada do período mais frio do ano, o inverno, que torna a população de rua mais vulnerável.

Os colaboradores se reuniram no Parque Halfeld e transitou pelas vias que mais concentram pessoas em situação de rua. No cronograma, estiveram as ruas Marechal Deodoro, Floriano Peixoto e Mister Moore, além de passagem pelas praças da Estação e do Riachuelo. Além do alimento e da bebida, as pessoas assistidas receberam uma mensagem de fé e a atenção dos colaboradores.

A ação foi acompanhada pelo integrante da ONG Anjos da Rua, Iure Lopes Dias. Ele lembra que, para além da alimentação, a população de rua demanda cuidado e atenção nesse tipo de iniciativa. “Não é somente a refeição, é uma gotinha de esperança para essas pessoas. Muitas delas não querem apenas o alimento, querem principalmente atenção. Durante o dia, eles já têm o costume de receber o ‘não’ da sociedade. No final do dia, o pouco de atenção que eles recebem já é muito importante”, lembra. 

Iure faz parte da ONG há quatro anos e está acostumado a apoiar as pessoas em situação de rua. Ao longo da caminhada pelas ruas do Centro, não foram poucos os que pararam para conversar com ele e apresentar algumas necessidades. “Nós temos proximidade com alguns moradores de rua, alguns falam que somos a família deles. Isso acontece por termos contato semanal, por ter essa preocupação que gera um sentimento de importância para eles”, conta.

Alimento e esperança

O catador de material reciclável Carlos Alberto de Souza tratou a ação da Paraibuna Embalagens como importante apoio para as pessoas em situação de vulnerabilidade. Ele conta que ficou desempregado e teve de partir para a reciclagem. “Essa ação é muito importante, principalmente nessa crise que estamos. Foram muitos postos de trabalho fechados, como foi o meu caso. Eu trabalhava como frentista e perdi o emprego, mas não posso ficar parado. Aí, passei a trabalhar com reciclagem”, diz o catador, que recebeu o alimento e o chocolate quente ainda no início do horário de trabalho, já que iria passar a madrugada coletando materiais recicláveis.

A trabalhadora da limpeza urbana, Silvia Maria Bento, por outro lado, estava encerrando o expediente de trabalho. Desde o início da tarde, ela cuidou dos pontos de maior fluxo de pedestres no Centro de Juiz de Fora, como a Rua Halfeld, até encontrar com a equipe da Paraibuna. “Eu gostei muito da ação da empresa, estão todos de parabéns”, disse.

Já Vilmar Cipriani é morador de rua há 10 anos. Ele ouviu atentamente as palavras de fé que foram passadas pela equipe da Paraibuna. Ao final, ele se sentiu de ânimo renovado. “Isso é Deus mandando um recado para a gente. Mas nós precisamos nos ajudar também e mudar de vida”, disse ele, que pretende deixar as ruas.

Outra pessoa em situação de rua apoiada pela ação foi Rosângela Maria – a Baiana, como ela gosta de ser chamada – que há 25 anos permanece nas vias juiz-foranas, sobretudo na Praça da Estação. O apelido não é por acaso: Rosângela morava na Bahia até chegar a Juiz de Fora. A adaptação ao clima mais quente torna ainda mais difícil passar as noites frias na rua, de modo que o apoio da Paraibuna foi comemorado por ela. “Nesse friozinho, é muito bom o chocolate quente. Até porque a idade vai chegando e fica mais complicado”, brincou ela, que tem 59 anos.

“Sensação de satisfação e leveza”

Entre uma entrega de alimento e outra, a aprendiz Maria Isabel Rodrigues passava uma mensagem de esperança para os atendidos. Atuando na Paraibuna há cinco meses, ela lembra que as ações sociais têm papel importante para a empresa. “É uma iniciativa muito boa. Nesse frio, levar um chocolate quente, um bolo e uma mensagem é muito importante, porque oferece um acalento e um carinho para essas pessoas”, avalia. “Eu sou uma pessoa comunicativa, gosto muito de conversar, principalmente se for para passar uma mensagem que faça com que a pessoa se sinta amada”.

O aprendiz Kevin Neto também mostra disposição em atuar nas ações que buscam apoiar as comunidades que recebem a Paraibuna Embalagens. “Desde o início das ações, eu gosto de vir. Dá uma sensação de satisfação e de leveza. É bom conhecer as histórias dessas pessoas”, diz ele, que também participou de iniciativas como a produção de ovos de Páscoa para crianças assistidas pelo Curumim Barreira do Triunfo, em abril.

A satisfação em ajudar o próximo foi destacada pelo aprendiz Davi Fortes. Ele diz que não teve dúvidas em participar quando surgiu a ideia de apoiar a população de rua. “Eu sempre tive vontade de fazer esse tipo de ação, porque achava que devia ser muito incrível ajudar as pessoas e ter esse sentimento de fazer o bem. Quando surgiu a oportunidade, eu topei na hora”, diz. “É uma questão muito forte de empatia e de vontade de ajudar. No começo, foi um pouco difícil por conta da timidez para abordar as pessoas. Mas, aos poucos, fomos pegando o jeito e conhecendo as histórias delas. Foi incrível”.

 EmbalandO Bem

O projeto social EmbalandO Bem realiza ações de apoio às comunidades que estão em volta das sedes da Paraibuna Embalagens em Juiz de Fora e em Sapucaia. O trabalho realizado no escopo do projeto busca apoiar o desenvolvimento econômico e social da população. Ao longo do último mês, outros trabalhos foram realizados com essa finalidade. A empresa promoveu feiras de artesanato nas sedes mineira e fluminense, além de levar educação ambiental ao Curumim Barreira do Triunfo e realizar atividade sobre saúde bucal na Escola Municipal Carlos Augusto de Assis.

Notícias Relacionadas