Seu Jeito de ser: jovens realizam doação de sangue ao Hemominas.

14/03/22

Seu Jeito de ser: jovens realizam doação de sangue ao Hemominas.

A doação de sangue é um gesto solidário, fundamental para salvar a vida das pessoas em muitas circunstâncias. É uma atitude que está alinhada aos valores da Paraibuna Embalagens: empreender com responsabilidade e o respeito à vida. Assim, cerca de 80 jovens do programa Seu Jeito de Ser participaram de uma ação de doação de sangue ao Hemominas de Juiz de Fora, ocorrida nos dias 10 e 11 de março.

O programa Seu Jeito de Ser envolve tanto os aprendizes quanto os estagiários das duas unidades da Paraibuna Embalagens, tanto em Juiz de Fora como em Sapucaia. A principal filosofia, conforme o coordenador em Gestão de Pessoas da Paraibuna Embalagens, Samuel Miquelito, é capacitar estes jovens não só para atuarem no mercado de trabalho, mas também com iniciativas que contribuem para a formação de cidadãos conscientes, por meio do projeto EmbalandO Bem

“Entendemos que esses valores da Paraibuna Embalagens estão atrelados às ações sociais realizadas pela empresa, que vão além da promoção do bem-estar e do cuidado ao meio ambiente. Assim, promovemos iniciativas em prol da segurança, da saúde, do respeito às pessoas e à natureza. Temos isso muito forte em nosso DNA, por isso, envolvemos todo o nosso time. O programa Seu Jeito de Ser tem o propósito de deixar um legado para a sociedade, impactando não só na capacitação profissional desses jovens, mas também no desenvolvimento de habilidades comportamentais e cidadãs”, explica Samuel.

A escolha da doação de sangue, segundo o coordenador, veio em um momento importante: a baixa nos estoques do Hemominas. “A doação de sangue é um gesto solidário, fundamental para garantir que todas as pessoas possam contar com assistência em saúde quando mais precisarem. Qualquer um de nós, ou qualquer pessoa próxima a nós, pode precisar de sangue em algum momento da vida. Com esta ação conseguimos mobilizar cerca de 80 jovens, que resultaram em aproximadamente 60 doações. Atuar num momento crítico para o hemocentro foi muito representativo. Dados do Ministério da Saúde mostram que uma única doação pode salvar até quatro vidas”. 

Para a integrante da equipe de captação de doadores do Hemominas de Juiz de Fora, Rosani Martins, a doação promovida pela Paraibuna Embalagens veio em boa hora para o hemocentro. “A pandemia como um todo dificultou a captação de sangue, mas nos últimos três meses, o cenário ficou mais complicado. Tivemos a questão da gripe e da ômicron, que coincidiram com o período de férias, que por si só já impacta na queda das doações. A ação da Paraibuna foi muito importante neste momento”, pontua.

Rosani acrescenta que esta ação ainda contribui muito para a conscientização das pessoas em entender que doar sangue é pensar no próximo. “Só existe uma forma de conseguir sangue: por meio da solidariedade, pois o sangue não pode ser fabricado e nem comprado. A gente sabe que menos de 2% da população brasileira doa sangue regularmente. Por outro lado, se 5% da população adulta saudável doasse sangue uma vez ao ano, não faltaria sangue. Por isso, a atitude da Paraibuna foi extremamente louvável e foi além da profissionalização desses jovens. Ela focou na humanização das pessoas, mostrando que a doação de sangue é uma expressão de cidadania”. 

Aprendizes e estagiários aprovam a iniciativa

Entre os jovens que participaram da ação estava a aprendiz Carine Constantino Raposo, que trabalha na unidade da Paraibuna Embalagens em Sapucaia. Foi a primeira vez que ela doou sangue e pretende doar novamente em outras ocasiões. “Adorei fazer parte de uma ação tão linda como essa. Doar sangue é um gesto que salva vidas. Em nenhum momento senti receio ou medo. Agradeço pela oportunidade e que venham outras ações lindas como essa”.

Também de Sapucaia, a estagiária do comercial, Júlia Morgado, conta que a ação do programa Seu Jeito de Ser foi uma experiência muito interessante e emocionante. “É gratificante poder contribuir de uma forma tão positiva e altruísta para outras pessoas”, revelou.

Na unidade em Juiz de Fora, o estagiário da manutenção, Lucas José Silva, já era um doador ativo e, após a ação da empresa, pretende retomar o hábito. “Quero voltar a ser frequente para poder ajudar mais pessoas que precisam de doações. Nesta ação eu fiz a doação de plaquetas e sei que vão ajudar e auxiliar pessoas em muitos tratamentos de saúde”.

Seja um doador também!

Para que os hemocentros de todo o país possam manter seus estoques sempre em alta, é preciso que os cidadãos tornem a doação um hábito. Conforme o Ministério da Saúde, para ser um doador de sangue é preciso ter 16 e 69 anos e pesar mais de 50 kg. 

Menores de 18 anos devem apresentar documento oficial com foto e consentimento formal dos responsáveis. Para doar mais de uma vez ao ano, é preciso respeitar os seguintes intervalos: homens a cada dois meses sendo, no máximo, quatro vezes ao ano. Mulheres a cada três meses, sendo, no máximo, três doações anuais.

Para consultar as regras completas e outras particularidades, acesse o site do Ministério da Saúde

 

Notícias Relacionadas