Encerramento com sucesso da primeira turma do programa GerAÇÃO Saúde.

15/12/21

Encerramento com sucesso da primeira turma do programa GerAÇÃO Saúde.

A primeira turma do Programa GerAção Saúde, da Paraibuna Embalagens, encerrou as atividades deste ano com resultados incríveis. O GerAção Saúde foi criado para incentivar a prática de atividades físicas, os cuidados com a saúde, reduzir o índice de massa corporal e de sedentarismo e, com isso, proporcionar mais qualidade de vida aos colaboradores da empresa.

Ele teve início em abril e contou com várias atividades e ações, entre elas: acompanhamento com nutricionista, psicólogo, custeio de mensalidade em academias ou escolas de esportes e isenção coparticipativo em consultas médicas, com nutricionista e endocrinologista, além dos desafios semanais com exercícios, alongamentos, atividade ao ar livre, refeições mais saudáveis e atividades com a família em casa e interações por meio dos grupos de whatsapp. “Ficamos muito satisfeitos com os resultados e eles mostram como as pessoas se dedicaram e se desafiaram. A interação dos grupos foi maravilhosa, sem concorrência e sim com muita sinergia, um motivando o outro”, disse Sirlei Kelmer, Técnica de Enfermagem, na unidade de Juiz de Fora.

Em Juiz de Fora, foram 63 inscritos, 42 pessoas permaneceram e 31 pessoas seguiram as diretrizes do projeto. Na pesagem final, houve uma perda total de 150,5 quilos. Renato Braz, fez parte do Grupo Superação, vencedor nessa categoria, com 26,8 quilos eliminados. “O programa me ensinou a ter uma alimentação melhor, hábitos saudáveis e exercícios diários. Isso me trouxe a perda de peso, menos dores e um sono mais tranquilo”, Renato da Silva Braz, Operador de rebobinadeira.

Samuel Miquelito, foi vencedor da categoria individual, em Juiz de Fora. Ele eliminou 16,5 quilos durante o programa. “Isso foi muito importante para a minha saúde, para minha autoestima e foi realmente uma revolução que me trouxe mais bem-estar e qualidade de vida. Muitas pessoas, também, tiveram ganhos significativos.  Somando as duas unidades são mais de 200 quilos eliminados. Sendo o primeiro projeto e ainda tendo a interferência da pandemia durante o percurso, avalio que conseguimos ter muito sucesso”, disse Samuel

Em Sapucaia, foram 75 inscritos, 53 pessoas permaneceram e 24 pessoas seguiram as diretrizes do projeto. Na pesagem final houve uma perda total de 50 quilos.  Milena foi a que mais eliminou peso no Grupo Mente Forte, primeiro colocado na categoria em grupo. “A maior importância do projeto pra mim foi ganhar minha saúde novamente. Mudei vários hábitos, entre eles a alimentação e os exercícios físicos. Antes do projeto confesso que me alimentava muito mal e eu era muito sedentária. Tive vários benefícios tanto na estética como na saúde e hoje eu tenho disposição para fazer coisas que nunca fazia, como por exemplo caminhar em pleno domingo de manhã”, afirma Milena Aparecida Teixeira de Brito Ferreira, Estoquista.

Cleito Oliveira de Souza, perdeu 13,7 quilos e foi o ganhador individual, na Unidade de Sapucaia. Para ele, o projeto foi um incentivo para ter mais qualidade de vida. “Mudei minha alimentação, minha rotina e pratico academia, agora. A minha maior motivação é observar que tudo o que estou fazendo está produzindo resultados. Vou seguir focado no meu objetivo e continuo com minha dieta, minhas atividades físicas e sempre buscando o melhor para o meu corpo e minha saúde”, disse Cleito oliveira de Souza, Auxiliar de produção nas impressoras.

O Programa Geração Saúde vai continuar em 2022. Ele deve começar em março e trazer novidades como mais atividades ao ar livre e que possam, também, engajar mais a família dos participantes. “Foi incrível ver nos olhos dos participantes a conquista de muitas cosias boas para a saúde, não só a questão de reduzir o peso corporal, como também o controle de algumas doenças como diabetes, hipertensão e problemas nos joelhos. E é muito interessante ver que, mesmo com o encerramento do projeto, as pessoas continuam seguindo com os novos hábitos e atitudes adquiridos no GerAção Saúde”, concluiu Samantha Azevedo, Engenheira do Trabalho, da Paraibuna Embalagens.

 

 

Notícias Relacionadas