Novo time de auditores do programa 6S treinado e em ação.

30/07/21

Novo time de auditores do programa 6S treinado e em ação.

A Paraibuna Embalagens renovou seu time de auditores do Programa 6S. A equipe foi treinada e já fez sua primeira auditoria seguindo os novos parâmetros do programa.

O treinamento teve o objetivo de alinhar os auditores às mudanças que ocorreram na realização das auditorias de 6S. A metodologia criada no Japão é uma ferramenta que ajuda a criar a cultura da disciplina, identificar problemas e gerar oportunidades para melhorias. O conceito é reduzir o desperdício de recursos e espaço de forma a aumentar a eficiência operacional.

Recentemente mais um Senso foi complementado à metodologia com o objetivo de adequar a filosofia no Brasil. Ficando composto assim: Seiri – Senso de utilização, Seiton – Senso de organização, Seiso – Senso de limpeza, Seiketsu – Senso de padronização, Shitsuke – Senso de disciplina e Shikari Yago – Senso de união. “Foi muito importante a realização do alinhamento entre a gestão da qualidade e os auditores neste momento, pois precisava ser reforçado a importância da execução das auditorias de 6S e do comprometimento de todos”, disse Ana Costa, Auditora de Qualidade da Paraibuna Embalagens.

Aos novos auditores, que já fizeram sua primeira avaliação, foram reforçados alguns pontos importantes para uma atuação assertiva, como ser bons observadores, ter conhecimento sobre a área a ser auditada, olhar o ambiente com calma, saber ouvir; ser honesto com as observações e questionadores. “Achei o programa fantástico. Gostei muito de participar do treinamento, algumas coisas eu não lembrava mais e outras eu aprendi e a auditoria como um todo foi excelente. Eu auditei a máquina 7, preparo de massa e a área dos químicos. Como Engenheiro de Manutenção, vou muito à área, mas como auditor minha visão foi diferente. Conseguir ser muito mais crítico com um olhar focado em qualidade e em segurança. Foi muito enriquecedor para mim”, disse Marcelo Duarte e Silva, auditor.

Na Paraibuna Embalagens as auditorias internas, em todos os setores, devem ser realizadas bimestralmente, sendo sempre acompanhadas pelo responsável da área ou uma pessoa designada por ele. Avaliamos positivamente a participação dos auditores, quanto ao engajamento e à motivação em contribuir e fazer a diferença”, concluiu Ana Costa.

Notícias Relacionadas